Nursery Play

Nursery Play

Reading Lesson

Reading Lesson

Newborn

Newborn

Physiotherapy

Physiotherapy

idoso.jpg

idoso.jpg

O papel da família na aprendizagem socioemocional das crianças

 

Nota-se que oposição, teimosia e dificuldade de seguir regras, comportamentos inapropriados para idade (imaturidade), alto nível de dependência estão entre as principais disfunções comportamentais apontadas por educadores e responsáveis das crianças que são encaminhadas para atendimento psicológico.                De acordo com Moura e Gabassi (1998), todo déficit ou excesso comportamental apresentado por crianças está sendo reforçado em seu ambiente familiar e nos demais ambientes onde esta criança está inserida. A partir dessa reflexão observa- se a necessidade de que durante o desenvolvimento seja estimulado pela família a aprendizagem socioemocional, ou seja, a capacidade de relacionar-se, de lidar com seus sentimentos, realizar tarefas de forma eficaz.

                Para que este processo aconteça é preciso criar a consciência que, durante o desenvolvimento infantil, as figuras que possuem um papel ativo na formação necessitam colaborar para que o crescimento aconteça de forma saudável. A preocupação tende a ser somente com o processo de aprendizagem educacional e o físico, esquecendo que a parte socioemocional tem papel influente nas demais.

                Para que o desenvolvimento socioemocional aconteça de forma competente é necessário que os responsáveis passem a ter consciência, que umas das suas principais tarefas é fazer com que seus filhos cresçam com capacidade para lidar com frustrações e de tomar decisões de forma assertiva. Porém, esta tarefa exige que os mesmos passem a ter posturas diferentes das observadas na sociedade atual, onde observa-se uma tendência a superproteção ou a carência das figuras parentais, onde ambos os cenários acarretam perigo para desenvolvimento socioemocional.

                Tendo em vista que os cenários apresentados não são considerados ambientes saudáveis, pois não proporcionam que o indivíduo assimile corretamente que existe a necessidade de se ter uma autonomia (ter autonomia é diferente de deixar a crianças decidir tudo que deve ser feito), o mesmo tende a não adquirir habilidades socioemocionais como (TACLA et al, 2014):

- Autoconhecimento: Capacidade de perceber suas emoções, valores, limites e qualidades;

- Consciência Social:  respeito ao próximo;

- Autocontrole: Gerenciar comportamentos e emoções quando necessário;

- Habilidades de relacionamento: Lidar de forma satisfatória com conflitos, ser empático às questões do próximo;

- Tomada de decisão consciente: identificar o problema, analisar e ser capaz de criar soluções para o mesmo, pautado no preceito ético;

                A psicoterapia passa a ter um papel importante para que a criança aprenda a reconhecer suas emoções, limites e criar consciência de suas atitudes, porém a família tem papel essencial para a mudança de comportamentos disfuncionais. Caso observe que a criança tem dificuldade para regular seus comportamentos e necessita de amparo para desenvolver competências socioemocionais, procure um psicólogo.

 

Artigo escrito por Larissa Coelho de Carvalho, psicóloga da equipe FONOCOM.Psicóloga

 

Referências bibliográficas:

 

TACLA, Cristiane et al. Aprendizagem Socioemocional na escola In : ESTANISLAU, Gustavo M. ; BRESSAN, Rodrigo A. Saúde mental na escola: o que os educadores devem saber – Porto Alegre: Artmed, 2014.MOURA, Cristiane Borges de, GABASSI, Silvia Elizabeth. Dependência x Autonomia infantil: o papel da psicoterapia no desenvolvimento socioemocional de crianças imaturas. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v15n3/a06v15n3.pdf. 

 

 

 

           

               

               

               

​Rua Aurélio de Figueiredo 330, salas 308 e 309, Campo Grande, RJ.

FONOAUDIOLOGIA - PSICOPEDAGOGIA - PSICOLOGIA 

TERAPIA OCUPACIONAL - PSICOMOTRICIDADE - MUSICOTERAPIA

NEUROPSICOLOGIA - ORIENTAÇÃO PARENTAL

(21) 996494013 (whats app)

(21) 3024-9818 

Priorize o contato via whats app.

Physiotherapy

Terapia dinâmica, lúdica e atrativa, respeitando o perfil e as necessidades de cada criança. Atendimento em psicologia, fonoaudiologia e psicopedagogia.

Go to link